img_1591Poucas palavras, hoje em dia, são tão deturpadas como “Conservadorismo”. Usada, na maioria das vezes, de maneira pejorativa, na boca daqueles embebidos de ideologia, ela tem servido para acusar seus adversários de retrógrados, preconceituosos, quando não fascistas ou outras acusações que lhes for conveniente.

E isso tem sido absorvido pela linguagem cotidiana, como a econômica, por exemplo, que chama de conservadores aqueles que buscam a segurança nos investimentos, tornando a expressão sinônimo do medo de arriscar ou medo de novidades.

No entanto, o conservadorismo, de fato, não significa nada disso. Ser conservador é possuir um espírito específico, que preserva as conquistas do passado, sem que isso signifique algum temos em relação às mudanças necessárias.

Na verdade, o conservadorismo é a única forma inteligente de conceber a vida social. E diferente de como muitas pessoas acreditam, é o que preserva os direitos mais fundamentais das pessoas.

Além disso, o cristianismo possui um espírito conservador, em essência.

Descubra tudo isso fazendo esse curso.

Plano de Aulas

Aula 01 – Conservadorismo x Ideologia

Aula 02 – Princípios conservadores

Aula 03 – Conservadorismo cristão