A inteligência limitada

A inteligência normal analisa os fatos e as ideias e daí tira os conceitos. A inteligência limitada, que, aliás, adora emitir opiniões, já tem os conceitos todos formados em sua cabecinha e, a partir deles, interpreta a realidade.

Ainda que se diga que as coisas são de tal e tal maneira, ela não consegue entender, pois a descrição, por mais exata que seja da realidade, não coaduna com as frases, os slogans e as nomenclaturas pelos quais ela aprendeu a enxergar tudo.

Para essa inteligência atrapalhada, o outro está errado, não por alguma falha lógica que tenha cometido, mas, simplesmente, porque as ideias dele não se encaixam no fantástico mundo projetado por ela.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someonePrint this page

Um comentário em “
A inteligência limitada

  1. Levando-se em conta que as pessoas, em seu estado normal de saúde mental, possuem algum nível de inteligência, por motivos que devem ser investigados, muitas delas não são devidamente exercitadas em seu potencial cognitivo. Por isso elas não interpretam a realidade, posto que não possuem autonomia intelectual. Além disso, para “interpretar a realidade” deve-se ter ‘cultura’ no sentido amplo da palavra. Infelizmente a nossa educação não proporciona as condições para que isto aconteça. Muitos, podem até ter conhecimento dos fatos, mas não sabem as causas e nem tampouco as consequências dos mesmos.

Deixe um comentário